Rússia e Paraná entregam à Anvisa documentos preliminares para registro de vacina contra Covid-19

Rússia e Paraná entregam à Anvisa documentos preliminares para registro de vacina contra Covid-19

Eduardo Simões, Anthony Boadle, Reuters – O Fundo de Investimentos Diretos da Rússia (RDIF), a empresa União Química Farmacêutica Nacional e o governo do Estado do Paraná anunciaram nesta sexta-feira que fizeram a pré-submissão de documentos preliminares para o registro da vacina contra Covid-19 Sputnik V junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

De acordo com comunicado, os documentos foram entregues à Anvisa na quinta-feira. A Sputnik V é a primeira vacina contra Covid-19 a obter autorização regulatória no mundo, depois de o governo da Rússia lhe conceder registro em agosto, medida que gerou dúvidas em especialistas, já que o potencial imunizante ainda não teve seus testes em estágio avançado em humanos concluídos.

O RDIF e a União Química, com o apoio do governo do Paraná, cooperam de forma proativa com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Brasil, que tem desempenhado um papel fundamental e sensível para registrar, o quanto antes, a vacina Sputnik V no país”, disse, segundo comunicado o presidente-executivo do RDIF, Kirill Dmitriev.

Ainda de acordo com o comunicado, será lançado “em breve” a produção em solo brasileiro das primeiras doses da Sputnik V, como parte do acordo de transferência de tecnologia entre o fundo russo e a União Química.

“O registro permitirá passar à produção, bem como à distribuição da vacina no território brasileiro em breve.”

Leonildo Rosas

Related Posts

Bolsonaro pode ser enquadrado em crime de responsabilidade por mentiras em live sobre sistema eleitoral

Bolsonaro pode ser enquadrado em crime de responsabilidade por mentiras em live sobre sistema eleitoral

Wyllys: mídia comercial festeja Eduardo Leite gay, mas não questiona seu apoio a um homofóbico e esconde Fátima Bezerra lésbica

Wyllys: mídia comercial festeja Eduardo Leite gay, mas não questiona seu apoio a um homofóbico e esconde Fátima Bezerra lésbica

Sob pressão, Ministério da Saúde decide suspender contrato de compra da Covaxin

Sob pressão, Ministério da Saúde decide suspender contrato de compra da Covaxin

Luis Miranda confirma na CPI que foi Ricardo Barros o deputado citado por Bolsonaro na corrupção da Covaxin

Luis Miranda confirma na CPI que foi Ricardo Barros o deputado citado por Bolsonaro na corrupção da Covaxin

No Comment

Deixe uma resposta