Mais uma denúncia do descaso com a saúde pública chega a redação do portal, dessa vez o vídeo vem do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco, o popular Pronto-socorro.

Hanairton Cavalcante afirma no vídeo que serviço de pronto atendimento não dispõe do mínimo de cidadania para seus pacientes.

O irmão de Cavalcante sofreu um acidente de moto no último domingo, levado até o pronto socorro, o paciente aguardava atendimento deitado em uma maca no leito improvisado no corredor do hospital.

“Cara, um absurdo, não tem nenhum tipo de medicamento no hospital, a gente pergunta para os enfermeiros, eles não sabem o que dizer” conta Hanairton.

O governo do rapaz dizia categoricamente que iria colocar as pessoas certas nos lugares certos. Mas, setores de fundamental importância para sociedade como a saúde pública não merecem esse descaso.

Vale lembrar que o secretário da pasta pretende o quanto antes privatizar o hospital, deixando as claras a má gestão ou a falta dela.