Presidente do Banco Central, Campos Neto confirma que devastação ambiental afugenta investidores

Presidente do Banco Central, Campos Neto confirma que devastação ambiental afugenta investidores

Política predatória de Ricardo Salles no Meio Ambiente deve provocar retirada de US$ 24 bi em investimentos neste ano, segundo projeções de instituto ligado a bancos internacionais. “De fato existe essa preocupação, diz presidente do BC

Em entrevista à CNN Brasil na noite desta terça-feira (13), o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, confirmou a política predatória do meio ambiente, capitaneada pelo ministro Ricardo Salles no governo Jair Bolsonaro, é um dos principais fatores para a fuga dos investidores do país.

“O que começou a ficar mais aparente é essa percepção em relação a tudo que é uma agenda de sustentabilidade, hoje tão disseminada em outros países. Essa percepção, às vezes pela narrativa ou às vezes pelo que tem acontecido [no Brasil], estava fazendo com que os fluxos para o Brasil não estivessem voltando na mesma proporção que eles voltavam em alguns países emergentes. De fato existe essa preocupação [ambiental dos investidores]”, disse Campos Neto.

Projeções do Institute of International Finance, que reúne 450 bancos e fundos de investimento em 70 países, citadas pela Folha de S.Paulo, calculam que neste ano o saldo entre aplicações e retiradas de não residentes no Brasil ficará negativo em US$ 24 bilhões (R$ 134 bilhões). Antes da pandemia, porém, em 2019, as saídas somaram US$ 11,1 bilhões (R$ 62 bilhões).

A fuga de capitais em 2020 também já é recorde, com a saída de R$ 88,6 bilhões da bolsa de valores, quase o dobro de 2019, quando saíram R$ 44,5 bilhões.

Em linha com Paulo Guedes, ministro da entanto, o presidente do BC fez questão de ressaltar, no entanto, que “o que mais aflige hoje o investidor é o fiscal”, antes de propagar a ideia das reformas neoliberais.

“Precisamos mostrar que o Brasil pode fazer tudo o que precisa dentro de uma trajetória fiscal sustentável. O que as pessoas querem enxergar do governo é, uma vez passada a pandemia, ‘qual o seu plano de reformas?’”, afirmou.

Leonildo Rosas

Related Posts

VÍDEO: Policiais comemoram a morte de Lázaro Barbosa

VÍDEO: Policiais comemoram a morte de Lázaro Barbosa

Lázaro é morto durante troca de tiros na mata, diz polícia

Lázaro é morto durante troca de tiros na mata, diz polícia

Bolsonaro promulga exigência de publicação de editais na imprensa escrita

Bolsonaro promulga exigência de publicação de editais na imprensa escrita

Para evitar depoimento em CPI, governadores decidem recorrer ao STF

Para evitar depoimento em CPI, governadores decidem recorrer ao STF

No Comment

Deixe uma resposta