Prefeitura dá início nesta quinta, 16, à segunda fase da campanha de vacinação

Prefeitura dá início nesta quinta, 16, à segunda fase da campanha de vacinação

Os números da primeira fase da Campanha Nacional de Contra a Influenza, em Rio Branco, superaram as expectativas. Um total de 29.536 pessoas foram imunizadas desde o dia 23 de março. Desses, 23.463 foram idosos (104% da meta) e 6.073 (61% da meta) foram trabalhadores da saúde, os dois grupos prioritários do início da campanha.

A partir desta quinta-feira, 16, tem início a segunda-fase, que segue até o dia 08 de maio. A meta agora é vacinar 90% dos profissionais das forças de segurança e salvamento; portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais; funcionários do sistema prisional; adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas; população privada de liberdade e, por fim, caminhoneiros, profissional de transporte coletivo (motoristas e cobradores).

De acordo com o secretário municipal de Saúde, Oteniel Almeida, a Prefeitura de Rio Branco deve repetir as estratégias usadas na primeira fase, ou seja, a Vacina no Carro e Vacina em Casa, além da vacina nas unidades hospitalares e vacina nas unidades de saúde.

A Vacina no Carro, ou drive thru, está sendo realizada no antigo pátio de vistoria do Detran, na avenida Nações Unidas, em frente ao 7º BEC. Já a vacina em casa deve ser solicitada pelo telefone 3224-4269.

“Os doentes crônicos precisam apresentar relatório ou laudo médico indicando a patologia e, no caso dos profissionais que atuam nas diversas áreas da segurança pública e salvamento, devem apresentar a carteira que comprove a atividade profissional”, explicou Oteniel Almeida.

A terceira e última fase da campanha de vacinação tem início no dia 9 de maio. Será a vez de vacinar crianças de 6 meses a menores de 6 anos, professores das redes públicas e privadas, pessoas com 55 a 59 anos, gestantes e até 45 dias após o parto, pessoas com deficiência, funcionários do sistema prisional, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas e população privada de liberdade.

A vacina contra a influenza não tem ação contra a covid-19, mas impede que as pessoas sofram com infecções gripais, o que as deixaria com o organismo frágil, facilitando a ação do coronavírus.

Leonildo Rosas

Related Posts

MPF, MPAC e DPU movem ação para melhorias no Programa Mais Médicos no Acre

MPF, MPAC e DPU movem ação para melhorias no Programa Mais Médicos no Acre

Programa Medicamento em Casa: veja quem tem direito e como ter acesso a este serviço da Prefeitura de Rio Branco

Programa Medicamento em Casa: veja quem tem direito e como ter acesso a este serviço da Prefeitura de Rio Branco

Instituto de Saúde criado por Gladson não garante empregos de funcionários Pró-Saúde

Instituto de Saúde criado por Gladson não garante empregos de funcionários Pró-Saúde

Tachado de inimigo, governo Cameli retira adicional noturno de servidores da Saúde

Tachado de inimigo, governo Cameli retira adicional noturno de servidores da Saúde

No Comment

Deixe uma resposta

Colunistas

Encontre-nos

Endereço
Av. Paulista, 123456
São Paulo, SP, CEP: 01311-300

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h