Para garantir retorno às aulas, SEE faz banquete em dispensa de licitação

Carne e peixe serão vendidos por parentes de políticos que apoiam Gladson Cameli

Como organização e fazer licitação não são o negócio do governo Gladson Cameli, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) teve que recorrer à dispensa de licitação para prover as escolas dos alimentos e materiais necessários ao início do ano letivo.

Também fez o uso do mesmos instrumentos para mandar confeccionar os uniformes que serão distribuídos aos alunos da rede estadual de ensino como gratuito, embora sejam pagos pela sociedade acreana.

As dispensas estão no Diário Oficial da última sexta-feira e destina milhões de reais para comprar uniformes, café, papel higiênico, biscoito e outros produtos.

No meio dessas aquisições, porém, chamam a atenção duas ligadas a políticos detentores de mandatos e que apoiam à administração estadual.

Trata-se da compra de carne e peixe para a merenda escolar.

A empresa habilitada para fornecer o peixe é a Frigopeixe Monte Castelo, de propriedade da família da deputada federal Vanda Milani e do secretário de Meio Ambiente, Israel Milani.

O governo pretende gastar quase R$ 5 milhões na aquisição de pescado.

Para colocar carne da merenda dos estudantes, a SEE vai contratar duas empresas.

A primeira é a Fricarne Distribuidora, que ganhará R$ 10,9 milhões.

A segunda é a empresa Comercial de Carne Kanã, que receberá R$ 6,8 milhões pelo produto fornecido.

A Kanã é de propriedade do irmão do deputado José Luiz Tchê (PDT), que foi líder do governo na Assembleia Legislativa.

O secretário adjunto de Educação, Márcio Mourão, assinou as dispensas de licitação com base no chamamento da Secretaria de Indústria, Ciência e Tecnologia.

Ocorre que a administração estadual esqueceu, ou finge ter esquecido, que houve uma licitação, pregão eletrônico, que ocorreu no último dia 4.

Curiosamente, as empresas que participam das licitações não foram chamadas para participar do banquete da dispensa

Para que não pairem ainda mais dúvidas, é imperioso que a SEE mostre os valores , pois os fornecedores que participaram do pregão estão ansiosos para saberem.

Boa iniciativa seria os órgãos de controle acompanharam os procedimentos.

Deixe uma resposta

Next Post

“Um problema com essa dimensão só tem solução fácil na cabeça de quem está descomprometido com a sua real solução”, diz Socorro Neri sobre a Segurança

seg fev 10 , 2020
“Conhecer o problema da violência, entender as suas raízes e causas me parece o ponto […]
%d blogueiros gostam disto: