Papa Francisco envia oração aos pobres da Amazônia após caos em pandemia

Papa Francisco envia oração aos pobres da Amazônia após caos em pandemia

UOL

O papa Francisco pediu hoje, em suas contas no Twitter, orações pela Amazônia, região “duramente provada pela pandemia” do coronavírus Sars-CoV-2.

A mensagem chega dois dias depois de o líder católico ter alertado, no último domingo (31), sobre a situação dos povos amazônicos.

Invoquemos o Espírito Santo para que dê luz e força à Igreja e à sociedade na Amazônia, duramente provada pela pandemia. Rezo pelos mais pobres daquela querida região e de todo o mundo e faço o apelo para que não falte a ninguém os cuidados de saúde”, disse o Papa no Twitter.

A proteção da Floresta Amazônica é uma das bandeiras do pontificado de Francisco e foi tema de um Sínodo dos Bispos em outubro do ano passado, quando a Igreja também discutiu novas formas de evangelizar indígenas.

Os quatro estados com maior incidência do novo coronavírus no Brasil ficam na Amazônia: Amapá (11.694 casos para cada 1 milhão de habitantes), Amazonas (10.079/1 milhão de hab.), Acre (7.173/1 milhão de hab.) e Roraima (6.095/1 milhão de hab.), sendo que os dois primeiros já têm mais contágios em relação ao tamanho da população do que todas as regiões da Itália, que chegou a ser o país mais atingido pela pandemia.

Leonildo Rosas

Related Posts

Justiça determina inclusão de indígenas não aldeados na fase 01 da vacinação contra Covid-19

Justiça determina inclusão de indígenas não aldeados na fase 01 da vacinação contra Covid-19

Butantan acompanha estarrecido novas agressões de Bolsonaro contra a China, que poderão zerar estoques de vacina

Butantan acompanha estarrecido novas agressões de Bolsonaro contra a China, que poderão zerar estoques de vacina

Ministério Público cobra explicações do prefeito de Rio Branco sobre “Kit Covid”

Ministério Público cobra explicações do prefeito de Rio Branco sobre “Kit Covid”

Como Luiza Trajano esperar ajudar a vacinar o Brasil e ‘turbinar’ o SUS

Como Luiza Trajano esperar ajudar a vacinar o Brasil e ‘turbinar’ o SUS

No Comment

Deixe uma resposta