O que teme Gladson Cameli? Gabinete Militar do governador compra carro blindado de quase R$ 400 mil

O que teme Gladson Cameli? Gabinete Militar do governador compra carro blindado de quase R$ 400 mil

O governador que chamou um especialista para lhe ajudar na Segurança Púbica está com medo.

Vendido como o salvador da pátria de um dos setores mais nevrálgico do país, o vice-governador Wherles Rocha assegurou que a sessão de segurança seria sentida pela população dentro de poucos dias.

Passados quase dois anos, a segurança dos moradores nos bairros é garantida pelas organizações criminosas.

O governador Gladson Cameli e o seu vice estão rompidos.

Curiosamente, quando o rompimento é acirrado, o Gabinete Militar do governador publica no Diário Oficial do Estado a aquisição de um veículo SUW com blindagem de segurança (proteção balística Nível III-A), incluindo o 1° emplacamento no Estado do Acre e garantia do fabricante.

O veículo, esportivo, custará a nada desprezível quantia R$ 372 mil.

O último governador que usou carro blindado no Acre foi Jorge Viana, que combateu o Esquadrão da Morte e foi diversas vezes ameaçado.

Será que alguém ameaçou Gladson Cameli?

Não há relato público dessa suposta ameaça.

O antecessor de Gladson, Tião Viana, além de não ter blindagem no veículo, mandou tirar até o fumê dos vidros.

Leonildo Rosas

Related Posts

Frank Lima perdeu a condição de permanecer como secretário de Saúde de Rio Branco

Frank Lima perdeu a condição de permanecer como secretário de Saúde de Rio Branco

Sem os bilhões prometidos, construção civil do Acre se contenta com as pequenas obras

Sem os bilhões prometidos, construção civil do Acre se contenta com as pequenas obras

É dever até dos aliados não levar a candidatura de Márcia Bittar ao Senado a sério

É dever até dos aliados não levar a candidatura de Márcia Bittar ao Senado a sério

Construção do Centro Administrativo sobe o telhado; a determinação é investir em pequenas obras

Construção do Centro Administrativo sobe o telhado; a determinação é investir em pequenas obras

No Comment

Deixe uma resposta