“O político que nega o seu passado é um desonesto”, diz Rodrigo Forneck sobre postura de Minoru

“O político que nega o seu passado é um desonesto”, diz Rodrigo Forneck sobre postura de Minoru

A postura do ex-reitor da Universidade Federal do Acre (Ufac), Minoru Kinpara, atual candidato à Prefeitura de Rio Branco pelo PSDB, acerca de sua saída do PT desagradou militantes e lideranças políticas.

Nesta quinta-feira, 5, o vereador do PT de Rio Branco, Rodrigo Forneck, chamou Minoru de desonesto. “Quando um candidato a um cargo político majoritário se dá ao trabalho de ir a um dos veículos de maior audiência, exclusivamente, para falar mal do passado, ele não passa de um desonesto”, disse em sua fala na tribuna.

Segundo Forneck, “a melhor maneira de você comprovar a sua desonestidade, é negando o seu passado, é mentindo a respeito da própria história. Minoru só comprovou o que eu já previa, não tem propostas para Rio Branco”.

O deputado Daniel Zen também fez duras críticas ao ex-petista. “Minoru diz que ‘deixou o PT por conta dos escândalos de corrupção’. Hoje filiado ao PSDB. Os escândalos de corrupção de Aécio, Serra, Azeredo, Alckmin, Richa não o incomodam?”, indagou o parlamentar.

Em nota divulgada hoje, a direção do PT do Acre afirmou que “a saída do ex-petista se deu, única e exclusivamente, por não haver espaço para que o mesmo pudesse disputar uma eleição majoritária pelo PT nas eleições de 2018.

E que “o PT não aceita tais acusações e tem provado sua inocência mesmo diante de um aparato conspiratório que envolve processos altamente viciados”.

Leonildo Rosas

Related Posts

Tachado de inimigo, governo Cameli retira adicional noturno de servidores da Saúde

Tachado de inimigo, governo Cameli retira adicional noturno de servidores da Saúde

Governo publica regras para servidor público suspender empréstimos consignados

Governo publica regras para servidor público suspender empréstimos consignados

Acre é o terceiro estado menos transparente em contratações emergenciais durante a pandemia, revela estudo

Acre é o terceiro estado menos transparente em contratações emergenciais durante a pandemia, revela estudo

Compra de sacolões pelo governo será investigada, até o governador admitiu o superfaturamento

Compra de sacolões pelo governo será investigada, até o governador admitiu o superfaturamento

No Comment

Deixe uma resposta

Beco Sem Saída

Não foi fornecido um URL válido.

Publicidade

Publicidade