Mortes de moradores de Porto Walter revela descaso na Saúde; município está há mais de dois meses sem médico

Em uma semana, a pacata cidade de Porto Walter perdeu dois filhos bastante conhecidos na cidade: Edilson Pinheiro e Paulo César Messias Sales.

Os dois tiveram problemas semelhantes, que poderia ter sido minimizado se há dois meses e 12 dias o município não estive sem médico.

Tanto Edilson Pinheiro quanto Paulo César tiveram infarto. Ambos morreram.

O primeiro foi Edilson Pinheiro, que passou mal na sexta-feira. Em vez de atendimento médico imediato, solicitaram o avião da capital para ir buscar o paciente.

Quando a aeronave chegou ao município, nada podia ser feito. Ele já tinha ido a óbito.

Paulo César Messias passou mal na terça-feira. Sentiu dor forte no peito e foi para hospital. Como não tinha médico, foi atendido pelo o enfermeiro, que pediu o TFD de Rio Branco. Foi constatado que era um infarto.

Primo do rapaz Cameli, Paulo César ainda chegou a Rio Branco, mas faleceu porque o governo não está fazendo procedimentos cardíaco.

“Paciente tão morrendo no Hospital de Porto Walter sem ser atendidos por médico”, clama cidadão que mandou informações ao Portal.

Hugo Costa

Deixe uma resposta

Next Post

Pastores são acusados de vender Ameacre por cargos políticos

qua mar 13 , 2019
Paulo, Reginaldo e Ildson. Três nomes, três pastores líderes de congregações evangélicas, três pessoas nomeadas […]
%d blogueiros gostam disto: