Meteorologista trazido ao Acre por “Genis” da política e do Agronegócio diz que problemas de transporte no Acre podem ser resolvidos com Zepelim

Luiz Carlos Molion é um meteorologista alagoano que é pago por setores do Agronegócio para dar palestras e falar absurdos pelo Brasil a fora.

Dentre esses absurdos, Molion afirma que o homem não interfere, com suas práticas, no aquecimento global.

Também diz que a floresta amazônica não tem importância para manter o equilíbrio do clima.

Foi esse senhor que semana passada veio ao Acre, a convite do governo do Estado, do Sebrae e do senador Marcio Bittar.

Dentre os absurdos ditos para uma plateia majoritariamente composta por “Genis” da política e empresarial, o alagoano declarou que tem a fórmula para resolver a questão do transporte no Acre.

Segundo Molion, a solução seria usar balões dirigíveis, os Zepelins, com motor de fusca.

Fartamente usado pelo alemães na 1ª Guerra Mundial, o Zepelim também é conhecido pela música Geni e o Zepelim, de Chico Buarque.

Geni, na Ópera do Malandro, era uma meretriz, que era hostilizada na cidade.

Diante de uma ameaça de ataque de um Zepelim, o comandante se encanta com os dotes de Geni, que acaba sendo provisoriamente tratada de um modo diferenciado pelos seus detratores.

Passada a ameaça, ela retorna ao seu dia-a-dia normal, no qual as pessoas a ofendiam e excluíam, revelando o caráter falso-moralista e hipócrita da sociedade.

Quem trouxe o Molion faz parte dessa parte da sociedade falso-moralista e hipócrita.

A Geni não merece pedra. Mas seria interessante ver Bittar, Cameli e demais apoiadores da teoria de Molion viajando de Zepelim.

Deixe uma resposta

Next Post

PL que cassa alvará de estabelecimentos que vendem produtos roubados é inconstitucional, por isso foi vetado

ter dez 3 , 2019
A prefeita Socorro Neri esclareceu na manhã desta terça-feira, 3, a posição tomada por ela […]
%d blogueiros gostam disto: