Esquecidos pelo poder público, os internos do Hospital Souza Araújo mandam o recado.

Ameaçam pegar as suas cadeiras de rodar e fechar a BR 364.

Avisam que irão acampar na casa do governo.

Ou mijar no muro do chefe do Executivo estadual.