“Eu é que não queria mais o Ulisses”, diz governador sobre ex-comandante da PM

“Eu é que não queria mais o Ulisses”, diz governador sobre ex-comandante da PM

Na entrevista que concedeu ao jornalista Luis Carlo Moreira Jorge, o governado Gladson Cameli deixou transparecer que continua confiando no poder da caneta para atrair aliados.

Voltou a reafirmar apoio à reeleição da prefeita Socorro Neri e se lançou candidato à reeleição.

Cameli diz que não é “besta, mas certamente desconhece que os seus supostos aliados também são campeões em esperteza.

Na entrevista, o governador deixou claro que a saída do agora coronel da reserva Ulisses Araújo do comando da Policia Militar não foi tão pacifica como os envolvidos fizeram parecer.

Sobre esse assunto, Cameli declarou: “Quero aproveitar para deixar claro que eu é que não queria mais o Coronel Ulysses no comando da PM. Depois da crítica que fez à forma como conduzo o combate à pandemia, chamei o secretário de Segurança, Paulo Cézar, e avisei a ele para comunicar ao Ulysses para pedir para sair”.

Para o lugar de Araújo foi nomeado o também coronel da reserva Paulo César Gomes.

Leonildo Rosas

Related Posts

Frank Lima perdeu a condição de permanecer como secretário de Saúde de Rio Branco

Frank Lima perdeu a condição de permanecer como secretário de Saúde de Rio Branco

Sem os bilhões prometidos, construção civil do Acre se contenta com as pequenas obras

Sem os bilhões prometidos, construção civil do Acre se contenta com as pequenas obras

É dever até dos aliados não levar a candidatura de Márcia Bittar ao Senado a sério

É dever até dos aliados não levar a candidatura de Márcia Bittar ao Senado a sério

Construção do Centro Administrativo sobe o telhado; a determinação é investir em pequenas obras

Construção do Centro Administrativo sobe o telhado; a determinação é investir em pequenas obras

No Comment

Deixe uma resposta