Edvaldo Magalhães diz que está comprovada a ‘burla’ feita pela Fênix e o governo para beneficiar o Avancard

Edvaldo Magalhães diz que está comprovada a ‘burla’ feita pela Fênix e o governo para beneficiar o Avancard

Assessoria

Foto: Sérgio Vale

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) relatou a respeito da audiência pública realizada na manhã desta quarta-feira (2) para tratar sobre os empréstimos consignados e o cartão Avancard. Ele citou que não há outro caminho, que não a judicialização do caso. O parlamentar frisou que ficou claro a burla ao que a Assembleia aprovou, que é a margem máxima de 35%. O Avancard seria um puxadinho para burlar a lei.

“Está comprovada, está materializada uma grande fraude, um grande esquema financeiro que a Fênix Soft, juntamente com o cartão Avancard, promove. Estão promovendo uma exploração dos servidores públicos do estado do Acre. A primeira fraude é a burla pela decisão tomada pela Assembleia Legislativa. Discutimos intensamente a alteração do Estatuto do Servidor Público. Discutimos com a presença do secretário de Planejamento e Gestão, discutimos com a participação do procurador-geral do Estado, Joao Paulo, e a Aleac aprovou, estabelecendo o limite das margens de 35%, teto máximo”.

Edvaldo Magalhães destacou que o decreto publicado pelo governador Gladson Cameli, traz em seu parágrafo único “um contrabando”. “Não pode regulamentar uma lei ferindo a lei”.

“Estamos diante de um grande escândalo. Diante da montagem de um monopólio para que apenas o Avancard tenha condições de operar a margem dos servidores. A Fênix Soft sumiu com a margem dos servidores para forçar a adesão ao cartão Avancard. Não terá outro caminho, senão o caminho da Justiça, com a Promotoria de Defesa do Consumidor. O assalto ao servidor está à luz do dia, covarde”, lembrou o líder da oposição.

Leonildo Rosas

Related Posts

Senadora Mailza Gomes decide exonerar pastor Ildson Viana da sua assessoria

Senadora Mailza Gomes decide exonerar pastor Ildson Viana da sua assessoria

Deputados aprovam projeto de Edvaldo que proíbe o corte de luz e água durante a pandemia

Deputados aprovam projeto de Edvaldo que proíbe o corte de luz e água durante a pandemia

“A corrupção no governo é cada vez maior e escancarada”, afirma Daniel Zen

“A corrupção no governo é cada vez maior e escancarada”, afirma Daniel Zen

“Não podemos permitir que a corrupção tome conta do nosso estado, é intolerável”, disse Leo de Brito em pronunciamento na Câmara dos Deputados

“Não podemos permitir que a corrupção tome conta do nosso estado, é intolerável”, disse Leo de Brito em pronunciamento na Câmara dos Deputados

No Comment

Deixe uma resposta