Desafeto de Rocha, Bocalom pode ser o candidato de Gladson à prefeitura

Desafeto de Rocha, Bocalom pode ser o candidato de Gladson à prefeitura

O tempo, esse senhor da razão, tem comprovado que é perigoso confiar na palavra de Gladson Cameli.

Mesmo assim, há quem confie. Afinal, o homem é governador.

Há cerca de oito meses, Cameli posou para fotografia com o ex-reitor da Universidade Federal do Acre (Ufac) Minoru Kinpara, que saiu do encontro confiante de ter o apoio do governador para a sua candidatura a prefeito de Rio Branco.

Na reunião também estava presente o responsável pela entrada de Kinpara no PSDB, o vice-governador Wherles Rocha.

“Conversamos e existe uma possibilidade muito grande de disputar a eleição com o apoio do Gladson”, disse o professor.

Passados os meses, muita coisa mudou, principalmente a relação de Cameli e Rocha.

Na atual conjuntura é impensável Kinpara ter o apoio do governador, que ficou insatisfeito com os movimentos políticos do seu vice-governador.

O Diário Oficial de hoje traz mais uma dose da insatisfação governamental. Gladson Cameli exonerou Tião Bocalom da direção da Emater.

Bocalom é desafeto de Rochas, a quem chegou a chamar de traidor, e pode ser candidato a prefeito de Rio Branco contra Minoru.

Por falar em Bocalom, ele passou menos de um ano à frente da Emater. Permaneceu empregado, empregou amigos, mas não produziu nada.

Leonildo Rosas

Related Posts

Frank Lima perdeu a condição de permanecer como secretário de Saúde de Rio Branco

Frank Lima perdeu a condição de permanecer como secretário de Saúde de Rio Branco

Sem os bilhões prometidos, construção civil do Acre se contenta com as pequenas obras

Sem os bilhões prometidos, construção civil do Acre se contenta com as pequenas obras

É dever até dos aliados não levar a candidatura de Márcia Bittar ao Senado a sério

É dever até dos aliados não levar a candidatura de Márcia Bittar ao Senado a sério

Construção do Centro Administrativo sobe o telhado; a determinação é investir em pequenas obras

Construção do Centro Administrativo sobe o telhado; a determinação é investir em pequenas obras

No Comment

Deixe uma resposta