Derrotado, Gladson Cameli pede suspensão de atividades partidárias do Progressistas e não se filia no PSDB

Derrotado, Gladson Cameli pede suspensão de atividades partidárias do Progressistas e não se filia no PSDB

Gladson Cameli não se filiou ao PSDB, como divulguei semana passada.

O governador, porém, agiu como tucano e ficou em cima do muro.

Ele não teve coragem de pedir a desfiliação do Progressistas, partidos pelo qual se elegeu deputado federal, senador e governador.

Em carta endereçada à sua antiga suplente, a senadora Mailza Gomes, que é presidente da legenda, Cameli apenas pediu o seu afastamento das atividades partidárias e da sua função de presidente de honra da legenda.

Após perder a queda de braço com a direção partidária, que fincou pé na candidatura de Tião Bocalom a prefeito de Rio Branco, o derrotado governador disse que está insatisfeito com os rumos tomados pelo Progressistas.

Gladson Cameli foi barrado no PSDB, que resistiu à sua entrada para apoiar à candidatura da prefeita Socorro Neri (PSB) à reeleição.

Nesse processo, Gladson, embora seja o governador, sai derrotado e fragilizado.

Esse Portal, no dia 30 de julho, antecipou que esss seria o caminho de Cameli.

Leonildo Rosas

Related Posts

Moisés Diniz é apontado como provável presidente do Depasa

Moisés Diniz é apontado como provável presidente do Depasa

Gladson exonera toda diretoria do Depasa

Gladson exonera toda diretoria do Depasa

Mulher é nomeada na Sesacre, nunca trabalhou e continua recebendo normalmente

Mulher é nomeada na Sesacre, nunca trabalhou e continua recebendo normalmente

Site ‘porta-voz’ do governo confirma informação dada pelo Portal do Rosas: Edvan Maciel será exonerado da Sepa

Site ‘porta-voz’ do governo confirma informação dada pelo Portal do Rosas: Edvan Maciel será exonerado da Sepa

No Comment

Deixe uma resposta

Colunistas

Encontre-nos

Endereço
Av. Paulista, 123456
São Paulo, SP, CEP: 01311-300

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h