Derrotado, Gladson Cameli pede suspensão de atividades partidárias do Progressistas e não se filia no PSDB

Derrotado, Gladson Cameli pede suspensão de atividades partidárias do Progressistas e não se filia no PSDB

Gladson Cameli não se filiou ao PSDB, como divulguei semana passada.

O governador, porém, agiu como tucano e ficou em cima do muro.

Ele não teve coragem de pedir a desfiliação do Progressistas, partidos pelo qual se elegeu deputado federal, senador e governador.

Em carta endereçada à sua antiga suplente, a senadora Mailza Gomes, que é presidente da legenda, Cameli apenas pediu o seu afastamento das atividades partidárias e da sua função de presidente de honra da legenda.

Após perder a queda de braço com a direção partidária, que fincou pé na candidatura de Tião Bocalom a prefeito de Rio Branco, o derrotado governador disse que está insatisfeito com os rumos tomados pelo Progressistas.

Gladson Cameli foi barrado no PSDB, que resistiu à sua entrada para apoiar à candidatura da prefeita Socorro Neri (PSB) à reeleição.

Nesse processo, Gladson, embora seja o governador, sai derrotado e fragilizado.

Esse Portal, no dia 30 de julho, antecipou que esss seria o caminho de Cameli.

Leonildo Rosas

Related Posts

Frank Lima perdeu a condição de permanecer como secretário de Saúde de Rio Branco

Frank Lima perdeu a condição de permanecer como secretário de Saúde de Rio Branco

Sem os bilhões prometidos, construção civil do Acre se contenta com as pequenas obras

Sem os bilhões prometidos, construção civil do Acre se contenta com as pequenas obras

É dever até dos aliados não levar a candidatura de Márcia Bittar ao Senado a sério

É dever até dos aliados não levar a candidatura de Márcia Bittar ao Senado a sério

Construção do Centro Administrativo sobe o telhado; a determinação é investir em pequenas obras

Construção do Centro Administrativo sobe o telhado; a determinação é investir em pequenas obras

No Comment

Deixe uma resposta