Denúncias publicadas no Portal do Rosas levam governo a cancelar processo seletivo da Saúde; população quer punição dos culpados

Denúncias publicadas no Portal do Rosas levam governo a cancelar processo seletivo da Saúde; população quer punição dos culpados

O processo seletivo de contratação de profissionais para atuar na área de saúde estava doente.

Podre.

Quase em coma.

Mas teria tudo para sobreviver com as entranhas apodrecidas pela fraude.

Morreu porque o Portal do Rosas recebeu uma enxurrada de denúncias com comprovação de irregularidades e as trouxe a público.

Sem poder fazer nada, diante da comprovação da doença crônica da ilicitude, não restou outra alternativa ao governo: enterrar o moribundo certame.

Mas o cancelamento, por si só, não resolve a situação.

Quem garante que os próximos seguirão os padrões de moralidade exigidos?

É preciso punir os responsáveis. A mulher de César não precisa ser apenas séria. Ela precisa também parecer ser séria.

A face do governo Cameli está longe dos atributos exigidos para a mulher de César.

Investigar e punir a quem deu azo e asa às irregularidades é o mínimo a ser feito.

Os órgãos de controle, por sua vez, não podem se omitir.

O Ministério Público, por exemplo, tem o dever de se intrometer na história.

Veja a nota emitida pelo governo:

COMUNICADO

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde, comunica que, após receber denúncias de supostas irregularidades no Processo Seletivo Simplificado para contratação de profissionais para a Saúde, decidiu suspender o certame até a apuração das denúncias.

As supostas irregularidades serão apuradas por uma Comissão (formada por membros da Secretaria de Gestão Administrativa, da Controladoria Geral do Estado e Sesacre) e, caso sejam comprovadas, os responsáveis serão submetidos a um processo disciplinar.

Reiteramos nosso compromisso com a transparência na gestão pública.

Alysson Bestene

Secretário de Estado de Saúde

Hugo Costa

Related Posts

Moisés Diniz é apontado como provável presidente do Depasa

Moisés Diniz é apontado como provável presidente do Depasa

Gladson exonera toda diretoria do Depasa

Gladson exonera toda diretoria do Depasa

Mulher é nomeada na Sesacre, nunca trabalhou e continua recebendo normalmente

Mulher é nomeada na Sesacre, nunca trabalhou e continua recebendo normalmente

Site ‘porta-voz’ do governo confirma informação dada pelo Portal do Rosas: Edvan Maciel será exonerado da Sepa

Site ‘porta-voz’ do governo confirma informação dada pelo Portal do Rosas: Edvan Maciel será exonerado da Sepa

1 Comment

Deixe uma resposta

Colunistas

Encontre-nos

Endereço
Av. Paulista, 123456
São Paulo, SP, CEP: 01311-300

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h