Demanda em cemitério de Manaus cresce 50% após casos de Covid-19, e prefeitura abre novas covas

Demanda em cemitério de Manaus cresce 50% após casos de Covid-19, e prefeitura abre novas covas

Dezenas de covas são abertas para ampliar capacidade de sepultamentos. Máquinas da Prefeitura de Manaus trabalham em terreno para atender alta demanda.

Por Carolina Diniz, G1/AM

Dezenas de covas foram abertas no Cemitério Nossa Senhora Aparecida, localizado no bairro Tarumã, em Manaus, para atender o aumento na demanda provocado pelas mortes por Covid-19. Segundo informações da prefeitura, desde março, houve um acréscimo de aproximadamente 50% na demanda. 

Conforme boletim divulgado pela Fundação de Vigilância em Saúde (FVS-AM), nesta quinta-feira (16), o total de casos confirmados no estado chegou a 1.719, com 124 mortes

A prefeitura informou ao G1 que o cemitério municipal passava por uma ampliação da área de sepultamento mesmo antes da pandemia causada pelo novo coronavírus. No entanto, a abertura das covas se deu à medida que o número de mortes no estado começou a crescer.

Leia a matéria completa aqui.

Leonildo Rosas

Related Posts

Pandemia fez brasileiro perder quase 2 anos na expectativa de vida ao nascer, aponta estudo preliminar

Pandemia fez brasileiro perder quase 2 anos na expectativa de vida ao nascer, aponta estudo preliminar

Brasil tem 25 capitais em situação crítica de ocupação de UTIs para Covid, diz Fiocruz

Brasil tem 25 capitais em situação crítica de ocupação de UTIs para Covid, diz Fiocruz

Acre pode sofrer com falta de cilindros de oxigênio; rede particular anuncia que não tem vaga

Acre pode sofrer com falta de cilindros de oxigênio; rede particular anuncia que não tem vaga

Tião Viana recomenda que cuidados para controlar a Covid sejam revistos: “Chegamos ao imponderável”, disse

Tião Viana recomenda que cuidados para controlar a Covid sejam revistos: “Chegamos ao imponderável”, disse

No Comment

Deixe uma resposta