Na semana que antecede protestos e manifestações encabeçadas por trabalhadores do sistema penitenciário e da saúde, o rapaz foi diagnosticado com princípio de pneumonia.

A confirmação da infecção não foi feita no caótico sistema de saúde pública do Acre, foi feita em Brasília, onde o rapaz havia passado o fim de semana meio indisposto.

Fato curioso é que durante o período carnavalesco, a assessoria de impressa do governo não informou o seu paradeiro.

Segundo informações de jornal local, o rapa já iniciou o tratamento e manteve a agenda de audiências e contatos em Brasília, com autoridades do governo federal, em vários ministérios, devendo estar de volta ao Acre na quinta-feira.

Uma dessas agendas prevê visita ao Hospital de Base de Brasília. Poderia aproveitar e fazer uma consulta.

As informações foram publicadas no jornal A Tribuna