Bolsonaro ataca a China, cancela acordo feito por Pazuello e diz que não comprará vacina chinesa

Bolsonaro ataca a China, cancela acordo feito por Pazuello e diz que não comprará vacina chinesa

247 – Jair Bolsonaro cancelou o acordo firmado pelo Ministério da Saúde para a compra de 46 milhões de doses da CoronaVac, a vacina contra o coronavírus desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac Biotech em parceria com o Instituto Butantan, de São Paulo. O acordo previa a edição de medida provisória para disponibilizar crédito de R$ 1,9 bilhão para a compra das vacinas.

“Alerto que não compraremos vacina da China. Bem como meu governo não mantém diálogo com João Doria sobre covid 19″, afirmou Bolsonaro a ministros, de acordo com reportagem do Poder360.

Com a decisão, o governo desautoriza o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, que assinou o protocolo para a aquisição das doses nesta terça-feira (20).

Leonildo Rosas

Related Posts

Bolsonaro pode ser enquadrado em crime de responsabilidade por mentiras em live sobre sistema eleitoral

Bolsonaro pode ser enquadrado em crime de responsabilidade por mentiras em live sobre sistema eleitoral

Wyllys: mídia comercial festeja Eduardo Leite gay, mas não questiona seu apoio a um homofóbico e esconde Fátima Bezerra lésbica

Wyllys: mídia comercial festeja Eduardo Leite gay, mas não questiona seu apoio a um homofóbico e esconde Fátima Bezerra lésbica

Sob pressão, Ministério da Saúde decide suspender contrato de compra da Covaxin

Sob pressão, Ministério da Saúde decide suspender contrato de compra da Covaxin

Luis Miranda confirma na CPI que foi Ricardo Barros o deputado citado por Bolsonaro na corrupção da Covaxin

Luis Miranda confirma na CPI que foi Ricardo Barros o deputado citado por Bolsonaro na corrupção da Covaxin

No Comment

Deixe uma resposta