Bira Vasconcelos diz que adversários querem vencê-lo no tapetão

Bira Vasconcelos diz que adversários querem vencê-lo no tapetão

Prefeito petista diz que aceita apoio do governador Gladson Cameli

Por Raimari Cardoso, do site AC24 horas

Com o nome na lista de possíveis inelegíveisencaminhada por força da Lei da Ficha Limpa pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), o prefeito de Xapuri, Ubiracy Vasconcelos (PT), se manifestou na tarde desta segunda-feira, 17, sobre a repercussão dada ao assunto pela imprensa e por adversários políticos.

Em entrevista ao canal do jornalista Leonildo Rosas, no YouTube, o petista lembrou que alguns veículos erraram ao dar como certa a inelegibilidade dos nomes que constam na lista do TCE, entre eles o seu. “A competência para isso é do Legislativo, que julga as contas. O tribunal apenas fornece as informações para que isso possa acontecer ou não”, explicou.

O prefeito afirmou também que a informação enviesada foi usada por futuros concorrentes que, segundo ele, têm a intenção de vencê-lo no tapetão. “Querem ganhar sem disputar o jogo”, afirmou garantindo que entre as ocorrências listadas pelo TCE não há nenhuma que desabone a maneira como administra o município.

Bira Vasconcelos diz que os processos existentes no Tribunal de Contas do Estado são procedimentos formais que se referem a pendências naturais para qualquer administrador público. “São erros comuns que não caracterizam dolo contra o erário público. Eu estou tranquilo quanto a isso”, afirmou.

As ocorrências relacionadas ao prefeito de Xapuri informadas pelo TCE somam o total de nove e constam de 7 multas por razões diversas e 2 irregularidades em prestação de contas.

Na lista, também aparecem nomes de outros políticos conhecidos de Xapuri, como o do presidente da Câmara de Vereadores, Ronaldo Ferraz (MDB), do vereador Gessi Nascimento (PSD) e do ex-prefeito Vanderley Viana (MDB).

Sobre as eleições deste ano, Vasconcelos afirmou que ainda não é hora de fazer política, apesar de reconhecer que seus adversários já estão fazendo, mesmo com o município atravessando a pior fase desde o início da pandemia do coronavírus. “A hora vai chegar logo, mas ainda estou voltado para a situação da pandemia e preocupado em salvar vidas”, ponderou.

Por fim, o prefeito petista disse que está aberto a alianças com outros partidos, além do PSB, mesmo aqueles que pensem de uma maneira um pouco diferente. “Os partidos perderam a força nos últimos anos e o eleitor está acreditando mais nas pessoas”.

Concluiu o assunto dizendo, em tom bem humorado, que se até o governador Gladson Cameli quiser abraçá-lo será bem-vindo.

Leonildo Rosas

Related Posts

Bocalom volta atrás e revoga decreto sobre abertura das igrejas e templos religiosos

Bocalom volta atrás e revoga decreto sobre abertura das igrejas e templos religiosos

Denúncia contra Marcus Alexandre visa encobrir casos de corrupção no governo de Gladson

Denúncia contra Marcus Alexandre visa encobrir casos de corrupção no governo de Gladson

Daniel Zen cobra explicações sobre novo escândalo na Secretaria de Educação

Daniel Zen cobra explicações sobre novo escândalo na Secretaria de Educação

Leo de Brito pede extinção de auxílio de saúde e alimentação para parlamentares

Leo de Brito pede extinção de auxílio de saúde e alimentação para parlamentares

No Comment

Deixe uma resposta