Eleitos em outubro do ano, muitos deputados dormem e acordam com a palavra cassação no juízo.

Por terem cometido irregularidades durante o processo ou terem sido denunciado até por aliados, esses parlamentares temem ficar sem a boa vida parlamentar.

Um que não esconde esse temor é o deputado estadual Marcos Cavalcante, do PTB.

Teria admitido a amigos que pode dançar.

É que além das provas entregue ao TRE, tem familiares dispostos a depor contra ele.

Segundo fonte do Portal, a sua situação está mais escura do que o ótimo Açai de Feijó.

Um advogado pediu R$ 60 mil para fazer a defesa e já levou R$ 20 mil.

O seu irmão, o prefeito de Feijó, Kiefer Cavalcante, jogou pesado para lhe colocar na Assembleia Legislativa.

O problemas é que se esqueceram de cumprir alguns acordos. É isso custa caro na política.

Se perder o mandato, não será a primeira vez de Cavalcante.

Era vice-prefeito de Feijó. Foi cassado junto com o petista Juarez Leitão, em 2009.