VÍDEO: Escândalo envolvendo o cunhado-deputado  também respinga no governador, o avalista política de Lalau Júnior

VÍDEO: Escândalo envolvendo o cunhado-deputado também respinga no governador, o avalista política de Lalau Júnior

É impossível desvincular o governador Gladson Cameli do seu cunhado Nicolau Júnior.

Digo isso antes que venham defender o indefensável.

A Operação Dirty Safe desencadeada hoje pela Policia Federal na Assembleia Legislativa também atinge ao governo.

Dirty Safe é a mesma coisa que seguro sujo.

Como é de domínio público, o presidente do Legislativo acreano, Nicolau Júnior, foi afastado por noventa dias das suas funções.

Vai ter uma férias remuneradas forçadas.

Não há do reclamar, pois poderia ter sido pior.

Ele poderia ter sido preso.

Sim, as prisões Lalau Júnior e do também deputado Manoel Morais foram pedidas.

Mas os mandados expedidos pela Tribunal Regional Federal da primeira região determinaram apenas os afastamentos dos dois como medidas cautelares.

Saiu barato.

Essa turma tem muita sede.

Gosta de mistura os seus negócios empresariais com a atividades politicas.

Mete a mão grande confiando na impunidade.

Não aprendem com os exemplos que pipocam diariamente na imprensa nacional.

Quando digo que o governo é atingido, o faço porque Lalau Júnior não é um deputado qualquer.

Além de presidente de um Poder, ele é cunhado e amigo do governador Gladson Cameli.

São correligionários.

Lalau Júnior veio para a política puxado pelas mãos do cunhado governador.

O cunhado governador foi e é o seu principal avalista para galgar posto de tamanha magnitude.

Quem vai negar isso?

Não sou de ficar batendo palmas para as operações da Polícia Federal.

Sempre acho que fazem mais espetáculos do que apresentam resultados.

Mas, creio que um juiz federal não determinaria o afastamento do presidente de um poder sem ter muitas substâncias, provas robustas.

Não faz muito tempo, encontraram mais de cento e sessenta mil reais no cofre de Lalau Júnior.

Nesse cofre encontraram muitas outras coisas, que serviram de subsidio para a operação de hoje.

Infelizmente, a Assembleia Legislativa tornou-se uma espécie de puxadinho da Policia Federal.

Quase todas as semana tem operação na Casa de Vidro, que parece ter telhado de vidraça.

É uma coisa que quanto mais mexe, mais fede.

Está claro que o alvo não é apenas a atual mesas diretora.

Se fosse, o atual primeiro-secretário, Luiz Gonzaga, estaria arrolado e enrolado.

Estão investigando, também, os crimes cometidos na gestão anterior à de Lalau.

Lalau apenas deu sequência, ou aprofundou, o que já vinha sendo feito.

É tanto que manteve muita gente da gestão anterior em postos estratégicos.

O cunhado do governador terá muito o que explicar.

A Polícia Federal acusa um desvio de trinta milhões de reais.

Repito: trinta milhões de reais.

Olhe essa imagem de tanto dinheiro.

Olhe, babe e fique indignado.

É dinheiro demais saindo pelo propinoduto parlamentar.

Espera-se que aja resposta concreta à sociedade.

A situação não pode ficar apenas no espetáculo.

Minha gente, o Lalau Júnior nem terminou o seu primeiro mandato como presidente da Assembleia Legislativa e já está envolvido em tanto rolo.

Numa manobra regimental, Júnior foi reeleito para mais dois anos.

Está previsto que tome posse para o segundo mandato em fevereiro do próximo ano.

Imagine o carnaval que o cunhado poderá fazer em mais dois anos…

Imagine…

O negócio é tão descarado que, nem época de PIX, estão pagando propina com algo que eu pensava que nem existia mais: o cheque.

Cheque do Bradesco.

Eu , hein!!!

Leonildo Rosas

Related Posts

Alto Acre faz um novo empate contra o conservadorismo; será que o governador vai contratar novos PMs?

Alto Acre faz um novo empate contra o conservadorismo; será que o governador vai contratar novos PMs?

Isolado por aliados, Gladson pode encontrar salvação do governo na oposição

Isolado por aliados, Gladson pode encontrar salvação do governo na oposição

Gladson diz não precisar da política, mas será que a política precisa dele? Personagem de Missão Impossível recusa ajuda a  Socorro Neri

Gladson diz não precisar da política, mas será que a política precisa dele? Personagem de Missão Impossível recusa ajuda a Socorro Neri

Números não mentem: Gladson abandonou a noiva no altar; resultado em Rio Branco confirma força de Petecão

Números não mentem: Gladson abandonou a noiva no altar; resultado em Rio Branco confirma força de Petecão

No Comment

Deixe uma resposta

Colunistas

Encontre-nos

Endereço
Av. Paulista, 123456
São Paulo, SP, CEP: 01311-300

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h