Cenas de desespero: população derruba portão de hospital público de Belém em busca de atendimento; vídeo

Cenas de desespero: população derruba portão de hospital público de Belém em busca de atendimento; vídeo

247 – O desespero por atendimento médico em meio à pandemia de Covid-19 causou tumulto e gritaria em Belém. Logo após o anúncio de que o Hospital Abelardo Santos, localizado no distrito de Icoaraci, seria adaptado para pronto-socorro exclusivo em função do coronavírus, dezenas de pessoas foram ao local e tentaram entrar à força. O portão foi derrubado e a polícia acionada.

A reportagem do portal G1 destaca que “nas imagens gravadas via celular, é possível ver o grupo de pessoas se aglomerando e tentando abrir o portão. A entrada do hospital é forçada e se rompe. Funcionários da segurança da unidade de saúde aparecem correndo para tentar conter a população.”

A matéria ainda informa que “a medida de tornar o Hospital Abelardo Santos em pronto-socorro para casos de Covid-19 foi anunciada pelo governador Helder Barbalho nesta amanhã, para desafogar as unidades de saúde do estado, superlotadas por conta da doença. A decisão passa a valer a partir de quinta-feira (30), às 13h.”

Leonildo Rosas

Related Posts

Acre está entre os estados investigados por uso irregular do recurso destinado à Covid-19

Acre está entre os estados investigados por uso irregular do recurso destinado à Covid-19

Jenilson Leite destaca uso de corticoides no tratamento da covid-19

Jenilson Leite destaca uso de corticoides no tratamento da covid-19

Marido e mulher morrem de complicações causadas pela Covid-19 no intervalo de nove dias

Marido e mulher morrem de complicações causadas pela Covid-19 no intervalo de nove dias

UPA do 2º Distrito deixa de ser referência, mas atende paciente com Covid-19

UPA do 2º Distrito deixa de ser referência, mas atende paciente com Covid-19

No Comment

Deixe uma resposta

Colunistas

Encontre-nos

Endereço
Av. Paulista, 123456
São Paulo, SP, CEP: 01311-300

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h